Bienal de Dança

20 anos de existência e 11 edições

Saber mais

Uma história

Uma invenção

Já são 20 anos de existência e 10 edições realizadas. Desde 1997, a Bienal Internacional de Dança do Ceará vem movimentando o universo da dança contemporânea no País durante a segunda metade do mês de outubro. Espetáculos, performances, cursos, oficinas e mesas-redondas figuram entre as diversas atividades que compõem a programação do festival, que busca na pluralidade, na experimentação e no intercâmbio artístico suas prioridades.

Uma das palavras de ordem do festival é democratizar o acesso aos processos de produção e fruição em dança. A dança cênica, em particular a dança contemporânea, traz na restrição de público um dos maiores entraves para a sua divulgação. A Bienal se propõe a contribuir para modificar esse cenário. Ações de descentralização e interiorização, intercâmbio com outros países, incentivo e desenvolvimento de projetos de colaboração artística, além do fomento à produção de conhecimento na área da dança, são promovidos durante o evento na constante luta por esse objetivo.

Por isso, a cada edição a Bienal procura ampliar seu alcance. Cresce mais. Foi com esse intuito, por exemplo, que em 2008 deu-se início à Bienal Internacional de Dança do Ceará/De Par Em Par. Os projetos formativos da Bienal que aconteciam nos anos pares deram origem a um evento maior, a Bienal de Par em Par, mas ainda com os mesmos compromissos e princípios. Desde então, o período formaliza o compromisso do Festival, que acontece nos anos ímpares, em atender a demanda dos profissionais da dança no Ceará por ações continuadas na área de formação e criação.

A Bienal Internacional de Dança do Ceará é membro fundador do Circuito Brasileiro de Festivais Internacionais de Dança, criado em 2005.

Bienal 2009

Acessar hotsite

Bienal 2011

Acessar hotsite

Bienal 2013

Acessar hotsite

Bienal 2015

Acessar hotsite

Formas e fôrmas
corresponsabilidade e ética nos processos de formação em dança

- Isabel Marques