NotÍCIAS


Centro de Fortaleza habitado pela Bienal De Par Em Par

Artistas de diferentes linguagens que integram a programação da Bienal Internacional de Dança do Ceará/De Par Em Par 2010 habitam o Centro de Fortaleza de 10 de outubro e 10 de novembro. São dias intensos com oficinas, proposições, variações, performances, intervenções urbanas, ocupações temporárias de espaços, mostra de vídeos e imagens projetadas. Parte das ações integram a proposta da 2ª edição do Encontro Terceira Margem. Com o tema Tomar Lugar – Corpo e Performance, o objetivo é ativar a dança em sua relação com outras linguagens, com a cidade e o lugar.

Buscando novos modos de se relacionar com a cidade, a Bienal de Dança ocupa a Praça dos Leões, Praça do Passeio Público e Praça do Ferreira, bem como ruas e prédios. Como desafio lançado pela Curadoria, bailarinos, performers e artistas de diferentes linguagens e diversas partes do Brasil (Ceará, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro) e do mundo se colocam a criar variações de suas pesquisas para lugares do Centro e também a inventar modos de ocupar o espaço urbano. A imprevisibilidade guia os artistas, uma vez que alguns definem o lugar e os percursos de apresentação de seus trabalhos em sua chegada à Fortaleza. Em seguida é determinado um ponto de encontro para as ações.

Bicicletas de som, homens sanduíche, mosquitinhos (filipetas) e fitinhas de pulso são as estratégias lançadas para convidar a população a participar das propostas artísticas que abrirão novos sentidos e novas geografias para ruas, prédios e lugares do Centro.
O portal da Bienal de Dança também é atualizado diariamente para traçar o mapa das ações: www.bienaldedanca.com.

Entre as ações, a oficina Respiradouro, com os cariocas Fernanda Eugênio e Gustavo Ciríaco, que consiste em um conjunto de proposições para andanças e paragens pela cidade, que buscam visibilizar os espaços intervalares da vida urbana a partir do adensamento da relação com o Outro. O mineiro Vanilton Lakka ministra a oficina Sugestões para uma cidade habitar um corpo e o também mineiro Marcos Canário propõe o laboratório sonoro Composição: estratégias de ação/Alarm floor – estratégias de composição.

Aceitando ainda o desafio de apresentar proposições e fazer variações de pesquisas cênicas para espaços urbanos, a cidade recebe Ivani Santana (BA), com o trabalho Res: voce duchamp seu texto e eu; Eleonora Fabião (RJ) com uma performance que resultará na palestra Corpo Performático; além de propostas selecionadas na Convocatória Terceira Margem, em que os artistas do Ceará se preparam para habitar o Centro de Fortaleza entre os dias 10 de outubro e 10 de novembro com ocupações temporárias de espaços, performances e intervenções urbanas. Há, ainda, projeção de imagens em diversos pontos da cidade e mostra de vídeos, também selecionados pela Curadoria da Convocatória.

Este formato de uma programação que se constrói em ato é um desafio que a Bienal Internacional de Dança se coloca com o intuito de continuar a investir na pesquisa, na experimentação e no intercâmbio artístico como suas prioridades.

  CIRCULADANÇA

Um programa da Bienal De Par Em Par, de circulação de espetáculos, residências e oficinas pelas diversas cidades do Ceará. Nesta edição contamos com as presenças da Lia Rodrigues Cia. de Danças (RJ), Maura Baiocchi e Taanteatro Companhia (SP), além dos cearenses Alysson Amancio Cia. de Dança, Cia. Vidança, Paracuru Cia. de Dança, Silvia Moura, Cia. Dos Pés Grandes, Balé Baião Jovem, Cia Arreios, Cia de Dança Ciclos, entre outros.

ler mais

 Terceira Margem

A 2ª edição do Encontro Terceira Margem traz a participação de 52 trabalhos de várias partes do País, selecionados a partir da Convocatória 2010, além de companhias, artistas e coletivos locais, nacionais e internacionais convidados pela curadoria do festival. A programação inclui espetáculos, proposições, variações, performances e intervenções urbanas, mostra de vídeos, imagens projetadas e ocupações temporárias de espaços.

ler mais